XXII Ciclo de Concertos “Música e outras Artes nos Claustros”

A Associação Eborae Mvsica realiza, em Julho, o XXII Ciclo de Concertos “Música e outras Artes nos Claustros” uma atividade marcada pela originalidade dado que o seu objetivo é articular a música com diferentes formas de expressão artística, com qualidade artística e relevância cultural.

O Ciclo continua dia 17 de julho, às 21h30 com Recital de Violino e Piano por Carlos Damas (violino) e Jill Lawson (piano).

Programa“Impressões Francesas”- C. Franck – Sonata for violin and piano in A major – Allegretto ben moderato, Allegro, Ben moderato: Recitativo-Fantasia, Allegretto poco mosso;L. Boulanger – Nocturne et Cortège.-  Nocturne,  Cortège; G. Fauré – Berceuse op. 16; A. Fragoso – Sonata Inacabada

Carlos Damas  Carlos Damas é considerado a nível internacional como o mais significativo violinista português da atualidade, com uma brilhante carreira, atestada por uma impressionante discografia.  As suas qualidades Carlos eram tais, que se estreou em concerto a solo com apenas 15 anos, com a Orquestra Sinfónica da Rádiodifusão Portuguesa sob a orientação de Joaquim da Silva Pereira. O sucesso deste concerto levou a que continuasse os seus estudos no Conservatório de Paris com Jacqueline Lefèvre e o lendário violinista Ivry Gitlis. Aos 19 anos, realizou a aclamada apresentação e estreia parisiense do Concerto para violino e orquestras de Luís de Freitas Branco. Uma das obras contemporâneas do extenso repertório de Carlos, é a peça “Reflexões sobre uma canção de embalar Portuguesa” para violino e orquestra, que lhe foi dedicada pelo compositor Sérgio Azevedo. É solista regular em organizações musicais em todo o mundo. É Doutorado em Educação e Psicologia da Música. A sua extensa discografia  inclui muitas estreias mundiais de música de grandes compositores portugueses.

Jill Lawson – pianista de nacionalidade luso-americana, nasceu no México. Aos 14 anos entrou no Conservatório Real de Antuérpia; em 1995 obteve o Prémio Superior para Piano e Música de Câmara magna cum laude. Em 1992, foi aceite na prestigiosa Escola “Chapelle Musicale Reine Elisabeth” em Waterloo (Bruxelas). Após três anos, e como reconhecimento da sua virtuosidade, foi premiada com “grande distinção”. Continuou os estudos em Amesterdão e no Peabody Institute em Baltimore (EUA) onde em 2004 obteve o Mestrado de Música em Piano e Música de Câmara. Ganhou vários prémios em competições nacionais e internacionais. Como solista deu recitais na Europa e Estados Unidos. Fez Gravações; tem uma atividade intensa no domínio da música de Câmara. Tem realizado uma intensa atividade concertística com o violinista Carlos Damas, com quem gravou dois CD’s para a ditora Brilliant Classics.

Neste ciclo teremos ainda  os seguintes concertos durante o mês de julho e sempre às 21h30:  18 – Auto do Labirinto (Teatro, Música e Dança Renascentista) por Il Dolcimelo com Catarina Costa e Silva (soprano), Daniela Leite  Castro (contralto), Thiago Vaz Cruvinel (tenor),Tomé Azevedo (barítono), Diana Pinto (flauta renascentista), Pedro Martins (guitarra barroca), Manuel Branco (alaúde renascentista), Claudia Fischer (viola da gamba), Isabel Monteiro (flauta e percussão); 24 – Coro Polifónico “Eborae Mvsica”, direção de Eduardo Martins, acompanhamento ao piano por Ana Filipa Luz ; 31 – Trio Cremeloque – Luís Marques (oboé), Saska Konjikusic  (piano) e Franz Jurgen Dorsam (fagote) ;O ciclo termina no dia 1 de agosto às 21h30 com o Sonus Faber Project – Luís Marques (oboé) e Elisabeth Davis (marimba);

É necessário efetuar reserva através do email eboraemusica@gmail.com. É solicitada a contribuição de 5,00€ (entrada para 5 concertos – 20,00€) ; É obrigatório o uso de máscara.

A Organização é da Associação Eborae Musica entidade financiada pelo Ministério da Cultura- DGArtes, com Co-Produção da Câmara Municipal de Évora, e apoio de: Diário do Sul, A Defesa, Registo, Antena 2 e Rádio Diana. 

Fonte: Nota de Imprensa / Eborae Música

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, introduza o seu comentário!
Please enter your name here