Alentejo Hoje
Twitter rectangular

CaixaBank e BPI reúnem empresários portugueses e espanhóis em Badajoz para promover responsabilidade social nos negócios

Nota de imprensa

07 Fevereiro 2018

O CaixaBank apresentou no dia 31 de janeiro perante meia centena de empresários da Extremadura espanhola e do sul de Portugal a Cátedra CaixaBank de Responsabilidade Social Corporativa do IESE num seminário denominado ‘A Responsabilidade Social, uma oportunidade para as empresas’. A sessão responde ao compromisso de ambas as entidades de fomentar, promover e divulgar novos conhecimentos sobre a Responsabilidade Social Empresarial.

O seminário, celebrado no Palácio de Congressos de Badajoz, foi presidido por Pedro Zarco, diretor comercial do CaixaBank na Extremadura espanhola. Zarco, recordou que, embora o “CaixaBank seja o banco em que depositam a sua confiança uma de cada quatro famílias em Espanha deve continuar a trabalhar para ser reconhecido pela sua responsabilidade social, qualidade de serviço, solidez financeira e capacidade de inovação”. Zarco também destacou que “a RSC faz parte do plano estratégico da entidade e é um compromisso de ontem, hoje e amanhã”.

O momento central do evento consistiu numa mesa-redonda moderada pelo professor titular da Cátedra, Antonio Argandoña, em que participaram Carlos de Jesus, diretor de Marketing e Comunicação da Corticeira Amorim; Encarnación Rodríguez, presidente da Associação e das empresas integrantes do GRUPO AMIAB; e Sandra González, diretora de Banca Responsável do CaixaBank.

O debate centrou-se na importância da RSC para as empresas, com especial enfoque no que estas devem trabalhar para criar valor partilhado para os seus grupos de interesse (acionistas, empregados, fornecedores e sociedade) através de um serviço de qualidade, confiança e compromisso social.

Entre os profissionais que intervieram nesta jornada estão também João Patrício, diretor Coordenador de Empresas Sus e Ilhas de Banco BPI e César Corcho, diretor de Banca de Empresas do CaixaBank na Direção Territorial da Extremadura e Castilla-La Mancha.

Mais de uma década de investigação sobre RSC

A Cátedra CaixaBank, anteriormente denominada de Cátedra “la Caixa”, foi criada em 2006 com o objetivo de difundir o conhecimento sobre a responsabilidade social empresarial, tanto na vertente académica como na sua aplicação na gestão de empresas e na formação de gestores. Trata-se de mais um exemplo do compromisso da entidade em contribuir ativa e voluntariamente na melhoria social, económica e ambiental.

Durante estes onze anos, a Cátedra promovida pelo CaixaBank e pelo IESE desenvolveu um importante trabalho de promoção da responsabilidade corporativa, através da organização periódica de sessões com os alunos do IESE, a participação em mais de uma centena de seminários e congressos do IESE e de outras instituições científicas e a programação de conferências de divulgação.

CaixaBank e o seu compromisso com a responsabilidade corporativa

A responsabilidade corporativa é fundamental para o CaixaBank. O primeiro desafio do Plano Estratégico 2015-2018 da entidade estabelece como objetivo ser o melhor banco em qualidade e reputação. Por esse motivo, o CaixaBank aspira a diferenciar-se como paradigma da banca responsável e comprometida com os seus clientes e a sociedade. Além disso, a entidade estabeleceu como objetivo ser uma referência em termos de governo corporativo, desde o apoio ao investidor minoritário até à cultura de controlo em todos os processos.

O CaixaBank é reconhecido como um dos bancos mais sustentáveis do mundo segundo o Dow Jones Sustainability Index. Além disso, em 2016, foi premiado pela Euromoney como “Melhor Banco Responsável da Europa”.

Banco BPI: uma referência em responsabilidade social em Portugal

O BPI sempre foi reconhecido pelo seu trabalho próximo com as entidades de solidariedade social que trabalham em Portugal, apoiando a sociedade através de projetos de inclusão social. No âmbito da sua política de responsabilidade social, o Banco BPI organiza anualmente os Prémios BPI Capacitar, para projetos a favor das personas com alguma deficiência; BPI Seniores, para apoiar os mais velhos; e BPI Solidário, para combater a pobreza e a exclusão social.

Em 2017, no conjunto destes três prémios, o BPI atribuiu 2,1 milhões de euros a entidades privadas sem fins lucrativos para a implementação de 64 projetos. Nos últimos 8 anos, os prémios distribuíram 9 milhões de euros para financiar 311 projetos de inclusão social, o que representa uma das mais relevantes iniciativas de RSC em Portugal.

Opinião dos nossos leitores

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.alentejohoje.com reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.alentejohoje.com

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.