Twitter rectangular
Alentejo Hoje

Arraiolos – No “Mundo Rural” uma “Terra de Tapetes” colorida

Edição deste ano de "O Tapete está na Rua" acontece de 9 e 18 de junho

31 Março 2017 | Fuente: Nota de imprensa - Município de Arraiolos

Depois de uma reunião entre as Casas de Tapetes de Arraiolos e a Câmara Municipal, realizada no passado mês de fevereiro, ficou agendado para 9 a 18 de junho a edição deste ano do evento "O Tapete Está na Rua".
De acordo com a presidente do Município, Sílvia Pinto, "esta iniciativa é um elemento importante para a dinamização de diversos setores da economia local e vai merecer o empenho da Câmara Municipal de Arraiolos, sendo que para além da data estar decidida, estão a ser programadas outras ações, tanto na área das exposições, seminários e espetáculos, como outras que visam valorizar o concelho de Arraiolos.”
Refira-se que Arraiolos tem nos seus Tapetes, um cartão de visita que se espelha no Centro Interpretativo do Tapete e Arraiolos, espaço privilegiado para conhecer mais da história e origem do Tapete de Arraiolos, na vila alentejana que lhe deu o nome, continuando a Câmara a trabalhar com a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo na questão na candidatura a Património Imaterial da Unesco.
No passado, em pleno Alentejo, os “Tapetes de Arraiolos” foram buscar ao meio rural envolvente os produtos necessários à sua feitura, quer na produção de lã oriunda do pastoreio de ovelhas, quer na recolha das plantas necessárias ao seu tingimento.
Arraiolos é detentor duma paisagem natural que o pintor arraiolense Dordio Gomes (1890-1976) imortalizou nas suas telas, nomeadamente, as patentes no Salão Nobre dos Paços do Concelho.
A ruralidade do concelho tem ainda no Centro Interpretativo Mundo Rural Vimieiro “um lugar da memória coletiva e dos processos de produção ligados ao mundo rural”.
Nas declarações proferidas acerca das atividades e exposições que estão a ser programadas, Sílvia Pinto reafirmou a importância do Centro Interpretativo Mundo Rural Vimieiro, que constitui um contributo para a “requalificação daquele núcleo urbano, de uma comunidade rural que pretende manter viva a tradição local, não como memória estática mas como matéria de construção evolutiva da qualidade de vida dos seus habitantes” e do Centro Interpretativo do Tapete e Arraiolos, “polos importantes na promoção turística.”
A presidente da Câmara fez um convite para que visitem o concelho de Arraiolos, “percorram a nossa história” e procurem descobrir na nossa gastronomia os traços duma ruralidade onde usos e costumes marcados pelo tempo, vindos da azafama do campos e feitos tradição, se traduzem em sabores e aromas únicos e intrínsecos da cozinha arraiolense.

Opinião dos nossos leitores

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.alentejohoje.com reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.alentejohoje.com

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.