acerca el otoño
Alentejo Hoje
Twitter rectangular

Este mês que termina foi dedicado a nível internacional ao cuidado da fertilidade

IERA JUNTA-SE À CELEBRAÇÃO DO MêS DA FERTILIDADE E EXTENDE-O AO MÊS DE JULHO PARA O ALENTEJO

Precisamente num momento em que a infertilidade aumenta na população, alcançando actualmente quase 20% dos casais que tencionam conceber.

25 Julho 2016 | Publicado : 16:55 (11/07/2016) | Actualizado: 12:18 (25/07/2016)

Assim, no mês de julho celebrou-se em todo o mundo, o mês internacional do cuidado da fertilidade ( iniciativa mundial organizada pela American Fertility Association (AFA) dos Estados Unidos, que conta com o apoio do International Consumer Support for Infertility (iCSi).

Na Extremadura o instituto Extremenho de Reprodução Assisitida ( IERA),centro pioneiro no tratamento da infertilidade e que está englobado no Grupo Quirón Salud, trabalha para que muitas pessoas possam tornar realidade o sonho de ser pai ou mãe, com as técnicas de reprodução mais avançadas e vanguardistas.

Nesse sentido, o Dr. José Antonio Domínguez, Director Médico da IERA Quirón sSalud, foi interveniente no II Simposium Extremeño sobre Técnicas de reprodução Assistida, que teve lugar em Badajoz no passado dia 10 de Julho onde estiveram reunidos 50 ginecologistas e profissionais de outras áreas de saúde relacionadas.

As comunicações do encontro, apresentadas por especialistas procedentes de centros sanitários públicos e privados de Madrid, Andalucia e Extremadura, centraram-se em questões que se relacionam com a frequência ds consultas de ginecologia e tem repercussões na saúde reprodutiva das mulheres, como a abordagem dos pacientes com endometriose, patologias uterinas como mal formações ou miomas, ou a melhoria da qualidade dos óvulos.

Sobre a infertilidade

Reconhece-se internacionalmente e a nível técnico como infertilidade a incapacidade de um casal conseguir uma concepção depois de um ano de relações sexuais sem proteção contraceptiva. A sua incidência aumentou entre 15 a 20% e as estatísticas indicam que a distribuição das causas de infertilidade são de origem: masculino: 30%; feminino: 30%, que envolvem ambos os membros do casal: 30% e 10% de causa não aparente.

Felizmente desde há 30 anos, desenvolveram-se uma grande quantidade de tratamentos para solucionar muitos destes problemas e actualmente as técnicas de reprodução assistida (TRA), podem solucionar grande parte destes problemas, geralmente utilizando métodos muito avançados como por exemplo a injecção intracitoplasmática de espermatozoides (ICSI. na fotografía) que pode conseguir que homens com muito poucos espermatozoides consigam que se realize a fecundação dos óvulos em laboratório.

Instituto Extremenho de reprodução assistida

Tendo em conta esta nova realidade, é muito importante pôr-se na mão de profissionais altamente qualificados que podem encontrar soluções para um possível problema de infertilidade.

Com esse fim, o Instituto Extremenho de reprodução assistida, IERA, lançou uma campanha juntamente com todos os centros Quiron Salud Espanha para que os casais possam esclarecer as suas dúvidas de maneira gratuita quando não conseguem uma gravidez. A ideia desta campanha é de identificar o problema quanto antes e realizar os tratamentos com melhores resultados..

Este último ponto é muito importante porque o exito das distintas técnicas aumenta consideravelmente quando se realiza com mulheres que não tem uma idade avançada ( maiores de 37 , 38 anos, idade apartir da qual a fertilidade diminui muito depressa). Os tratamentos que a IERA dispôe são muitos e dependem de vários factores, mas os mais comuns são a inseminação artificial, geralmente com sémen do parceiro que se denomina conjugal: IAC. Em outros casos como pode ser a falta total de espermatozoides ou em caso de mulheres sem parceiro, pode-se realizar com sémen de doador: IAD

Desde que existe a IERA que a inseminação artificial tem uma percentagem de exito aproximadamente de 15 a 20% por tentativa. O número de inseminações a realizar depende de novo de muitos factores, mas em geral a IERA não recomenda mais de 2 a 3 tentativas.

Se com esta técnica não se consegue a gravidez, o mais recomendável é tentar a fertilização “in vitro”, que é conhecida como FIV, tal como também o centro indica aos seus pacientes.
A FIV é tambem o tratamento a realizar quando existem problemas na qualidade do sémen ou quando a mulher tem uma idade avançada, sendo no entanto o tratamento mais frequente neste centro como explica José Ramón Ortiz, Embriólogo Clínico do centro.

Finalmente destaca-se que a IERA, numa ação transfronteiriça, decidiu ampliar durante o mês de julho a sua oferta para que os casais do Alentejo possam juntar-se à celebração do mês da fertilidade e oferece uma visita gratuita aos casais que tenham este problema e que queiram realizar uma consulta de fertilidade.

sobre quirónsalud

Quirónsalud é o maior grupo hospitalar em Espanha eo terceiro na Europa. Ela está presente em 13 comunidades autónomas , tem a tecnologia mais avançada e tem um maior alcance de 6.200 leitos em mais de 80 centros, Tais como Jimenez Diaz Foundation, Ruber Clínica La Luz, Teknon , Dexeus , Gipuzkoa Policlínica , etc. , bem como uma grande equipe de profissionais altamente especializados e prestígio internacional.

Rabalhamos em promover o ensino ( sete de nossos hospitais são universitário) e da investigação médica e científica (temos o Instituto de Investigação em Saúde da FJD , centro de pesquisa única privada credenciada pelo Ministério da Investigação, Desenvolvimento e Inovação) .

Além disso, o nosso serviço de saúde está organizado em unidades e redes transversais para otimizar a experiência acumulada nos vários centros , ea tradução clínica de nossas investigações . Atualmente, Quirónsalud está desenvolvendo mais de 1.600 projectos de investigação em toda a Espanha e muitos dos seus centros de realizar neste domínio ,
levando trabalho, sendo pioneiros em diferentes especialidades como cardiologia , endocrinologia , ginecologia, neurologia e oncologia, entre outros.

Opinião dos nossos leitores

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.alentejohoje.com reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.alentejohoje.com

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.