acerca el otoño
Alentejo Hoje
Twitter rectangular

Programa “Agora Nós” da RTP 1 esteve em direto de Évora

Iniciativa “Évora Solidária” foi motivo de várias reportagens

Ontem, o programa “Agora Nós” da RTP1 esteve na cidade de Évora, tendo feito vários apontamentos de reportagem com a jornalista Joana Teles. Uma das temáticas abordadas foi a iniciativa “Évora Solidária”, que decorreu no dia 12 de dezembro, mas que foi recriada novamente para mostrar as potencialidades do comércio tradicional que podem fazer de Évora, uma cidade viva.

Maria Antónia Zacarias

08 Janeiro 2016 | Fuente: Redacção D.S.

Recorde-se que este evento foi organizado pelo grupo Diário do Sul na sua vertente PME Social e através da denominação Diário do Sul Solidário em parceria com a Por-o-Alentejo.

Um dos momentos de reportagem mais surpreendentes do dia voltou a ser as montras “vivas”. E se os manequins ganhassem vida? Os olhos não só “comem”, também “compram”, daí a importância dos lojistas terem decidido tornar as suas vitrinas atrativas, chamando a atenção dos consumidores para os artigos que têm para vender. Por exemplo, os óculos ganham maior beleza quando estão no rosto de alguém que sorri e que interage com os consumidores. Tudo isto ao som de música que nos fica no ouvido e que chama a atenção para o espaço comercial.

As malas, os sapatos, os adereços, os perfumes e a maquiagem, os capotes, a arte de saborear um bom vinho ou um gin tiveram, ontem, novamente uma maior projeção dada por um movimento nas montras das lojas.

Do outro lado da rua, e num conceito mais tradicional, os acessórios de duche, de cozinha ganharam uma nova dinâmica, tendo sido possível ver como é possível incutir inovação.

Os comerciantes voltaram a responder ao desafio do grupo “Diário do Sul”, tendo o editor executivo explicado o que de bom esta iniciativa trouxe ao comércio local, salientando a dinâmica que lhe foi incutida através desta ideia que quer que se repita no próximo ano.

Outro dos diretos feitos a partir de Évora mostrou como a iniciativa Évora Solidária conseguiu juntar no mesmo espaço três selos da UNESCO: o centro histórico de Évora, o cante alentejano e a arte chocalheira mostrada ao vivo. “Grito coletivo”. Foi, assim, que Vergílio Ferreira descreveu o cante alentejano. Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO, há um ano. As modas que antes se cantavam no campo subiram, ontem, aos palcos. Aqui atuou o grupo coral “Cantares de Évora”. E que melhor palco do que o coração de Évora?

Restaurante “O Garfo” mostrou o melhor da gastronomia regional

A gastronomia é um dos principais produtos turísticos da região. A criação de uma ferramenta exclusivamente destinada aos restaurantes que permite associá-los à identidade local e que é um elemento de conquista de clientes e de maior notoriedade pública está mostrar resultados com a certificação promovida pela Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo.

O restaurante “O Garfo” foi o primeiro a ser certificado na região Alentejo e, como tal, disponibilizou-se para dar a provar alguns pratos típicos deste nosso território à equipa de reportagem do programa “Agora Nós”.

O proprietário deste espaço, João Marques apresentou, mais uma vez, a qualidade de um almoço regional, com um atendimento personalizado, justificando, assim, o selo que ostenta e que é resultado de longos anos de experiência.

Opinião dos nossos leitores

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.alentejohoje.com reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.alentejohoje.com

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.