Twitter rectangular
Alentejo Hoje

GARANTIA DADA PELA REITORIA

Mil alunos inscritos na Universidade de Évora e nenhum curso tem médias abaixo de 10

Roberto Dores

09 Setembro 2015 | Fuente: Redação D.S.

No último ano letivo a Universidade de Évora ainda exibia três cursos (Agronomia, Geografia e Ciências da Educação) que admitiam alunos com notas de 9,5 valores, segundo uma lista divulgada no último fim-de-semana pelo Diário de Notícias. Ou seja, a nota mínima de acesso ao ensino superior. Mas o cenário mudou: Os 943 novos estudantes que já se matricularam para o ano letivo de 2015/2016 apresentam, todos eles, notas que não baixam dos dez valores, segundo avançou ao “Diário do Sul”, a vice-reitora Ausenda Balbino.

“Este ano, em nenhum curso se entra com média inferior a dez valores”, sublinhou a mesma responsável, acrescentando, aliás, que em relação às entradas deste ano na universidade eborense há motivos para “bastante satisfação” entre os elementos da reitoria. “Tínhamos a concurso cerca de 1086 vagas a nível nacional. Com as vagas locais chegávamos às 1136. Já preenchemos 90% das vagas nesta fase”, revelou, alertando que ainda falta o resto da semana para as matrículas.

Esclareceu ainda a vice-reitora que para a segunda fase a Universidade de Évora só vai ter 143 vagas, ultrapassando os mil novos alunos quando no ano passado se ficou pelos 901. Ausenda Balbino admite que “talvez seja o sinal do pós crise conjugado com o resultado da aposta na divulgação” do estabelecimento de ensino superior alentejano. “Seja como for, é um resultado muito importante para Évora e para o Alentejo”, vincou.

Na página do Facebook da universidade, onde são dadas as boas-vindas aos - para já - 943 caloiros que ficaram colocados na primeira fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES), mais 98 comparativamente ao ano letivo anterior, é feita ainda alusão à entrada de mais 69 alunos por outras vias, nomeadamente o Concurso Local de Acesso, perfazendo 1012 vagas preenchidas.

Ou seja, lê-se ainda na página oficial, “uma taxa de ocupação de vagas de aproximadamente 88%, traduz-se no preenchimento da totalidade das vagas em 21 dos 33 cursos disponíveis”. Trata-se da Biologia Humana, Biologia, Bioquímica, Engenharia Informática, Ciências do Desporto, Ciência e Tecnologia Animal, Reabilitação Psicomotora, Medicina Veterinária, Design, Teatro, História e Arqueologia, Economia, Gestão, Psicologia, Relações Internacionais, Sociologia e Turismo, Educação Básica, Línguas e Literaturas e Enfermagem.

A reitora Ana Costa Freitas encontra-se que férias, mas deixou uma mensagem também nas redes sociais na qual admite que “os resultados estão em consonância com as expectativas e validam a decisão de reduzir ao mínimo o número de cursos disponíveis”. Sublinha, ainda, “a significativa melhoria em alguns dos cursos que revelavam falta de procura”.

Para os alunos que ainda não concorreram ao CNAES ou não ficaram colocados, são disponibilizadas as tais 143 vagas para a segunda fase, que decorre entre 7 e 18 de setembro, distribuídas pelos cursos de Artes Visuais-Multimédia e Arquitetura, Agronomia, Arquitetura Paisagista, Biotecnologia, Engª das Energias Renováveis, Engª Mecatrónica, Química, Geografia, Geologia, Matemática Aplicada à Economia e à Gestão e Ciências da Educação.

Opinião dos nossos leitores

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.alentejohoje.com reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.alentejohoje.com

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.