Alentejo Hoje
Twitter rectangular

Viana do Alentejo

Festival Pedreira dos Sons começa esta sexta-feira

26 a 28 de Maio

25 Maio 2017 | Fuente: Nota de Imprensa

A música clássica volta a estar em destaque na 5ª edição do Festival Pedreira dos Sons, que se realiza entre os dias 26 e 28 de maio, numa pedreira de mármore desativada, situada junto à estrada entre Viana do Alentejo e Vila Nova da Baronia.
De salientar que o Festival começou em 2013 integrado no Projeto Municipal “Saber dos Sons” com a colaboração do maestro Christopher Bochmann, então diretor da Escola de Artes da Universidade de Évora, e da Culartes – Cooperativa Cultural, CRL. E tem vindo a marcar o panorama cultural do Concelho de Viana do Alentejo e da região Alentejo.
“Uma parceria que tem vindo a dar os seus frutos e que serve de exemplo para outros projetos” assegura o Chefe da Divisão de Desenvolvimento Social e Humano, da Câmara Municipal de Viana do Alentejo, António Padeirinha. Para o mesmo responsável esta relação com a Universidade de Évora “tem permitido abrir o concelho ao exterior, trazer novos visitantes e, neste caso específico, trazer a academia até nós”.
Para a Reitora da Universidade de Évora, Ana Costa Freitas, esta parceria com o Município de Viana do Alentejo, “é muito importante já que serve as duas instituições”. A mesma responsável considera que o projeto “tem muita qualidade e representa todas as áreas da Escola de Artes”, assegurando que gostaria de torná-lo “um evento do Alentejo com uma data fixa”.
Quanto à programação do Festival incide, naturalmente, na produção efetuada pelo departamento de música, onde “estão espelhadas as várias dimensões do trabalho a nível performativo que se desenvolve nesse departamento”, garante a Diretora da Escola de Artes, Ana Telles. No entanto, conta ainda com a participação de outros departamentos, nomeadamente, de Artes Visuais e Design através de projeções de vídeos. Para o primeiro dia do Festival está agendado um apontamento de cante alentejano. Interpelada sobre este cruzamento entre a música popular e a música erudita, Ana Telles, é de opinião que são públicos diferentes, mas, ainda assim, acredita que estão “a tocar sensibilidades diferentes no sentido de criar novos públicos”. “É uma forma de conjugar várias valências, estéticas e estilos e suscitar a curiosidade das pessoas”, remata.
Para o anterior diretor da Escolas de Artes, maestro Christopher Bochmann, o espaço apresenta particularidades acústicas únicas e especiais “sem necessidade de amplificadores”. E apresenta ainda uma vantagem: “Como não é um espaço fechado, as pessoas podem assistir a uma parte do concerto e, se não gostarem, podem sair sem causar transtornos”.
A abertura do evento contará com um apontamento de cante alentejano pelas vozes do Grupo “Velha Guarda” de Viana do Alentejo e do Grupo Coral “Tertúlia dos Amigos do Cante” no dia 26, a partir das 21h00. Segue-se a projeção de vídeos de alunos do Departamento de Artes Visuais e Design da Universidade de Évora e o concerto da Orquestra de Sopros sob a direção de Hugo Ascensão.
O segundo dia do Festival começa às 18h30, com a atuação do Coro A Compasso do Agrupamento de Escolas de Viana do Alentejo, seguido de concerto de Acordeão por João Dias, a projeção de vídeos dos alunos do Departamento de Artes Visuais e Design e o Combo de Jazz da Universidade de Évora. À noite, pelas 21h00, os sons voltam à Pedreira dos Sons com um Trio de Sopros, um Quarteto de Saxofones e ainda o som do acordeão de Gonçalo Pescada.
Para o terceiro dia da Pedreira dos Sons está agendado um concerto com a Orquestra da Universidade de Évora, sob a direção de Kodo Yamagishi, às 21h00.

Opinião dos nossos leitores

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.alentejohoje.com reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.alentejohoje.com

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.