Twitter rectangular
Alentejo Hoje

Sociedade

Inquietações e estigmas na saúde mental e grupos vulneráveis

João Trindade

01 Abril 2015 | Fuente: Redação D.S.

A Direcção Geral da Saúde, “Programa Nacional”, encontra-se a desenvolver um conjunto de iniciativas culturais entre Março e Novembro de 2015. Em Portalegre, no dia 27 de Março, esta iniciativa ganhou efeitos práticos no Museu de Tapeçarias numa parceria com a edilidade local. De acordo com os responsáveis deste projecto, os objectivos visam a promoção da saúde mental e o combate ao estigma. Tem ainda como propósito criar sinergias entre Instituições de saúde mental públicas do sector social, envolvendo autarquias, (IPSS), Instituições de ensino superior e culturais. Na sessão de abertura o vereador da CMP, Nuno Santana, realçou a finalidade desta acção, daí o interesse que manifestaram em estar presentes. Paula Domingos, assessora do Programa Nacional para a Saúde Mental da Direcção Geral de Saúde, disse ao Diário do Sul: “Este projecto na saúde, está baseado em estudos tendo como objectivo divulgar as obras artísticas de qualidade das pessoas com problemas de saúde mental, dando também a conhecer iniciativas e os trabalhos de técnicos dos serviços públicos e IPSS.

António Bento; director dos serviços de psiquiatria: “Dramas e flagelos afectam a humanidade”

António Bento, director do serviço de Psiquiatria Geral e Transcultural do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa, teve uma intervenção muito abrangente sobre a complexidade e inquietações de múltiplos problemas ligados às pessoas, dramas que vivem e os flagelos das guerras que afectam a humanidade em vários países do mundo. Foram ainda oradores, Beatriz Martins, interna de Psiquiatria e Eliane Rodrigues, assistente social no Departamento de Saúde Mental do Hospital José Maria Grande em Portalegre. Pedro Barbas, Divisão da Cultura, Juventude, Desporto, Assuntos Sociais. Formou-se um Painel Interface Saúde Mental e Arte tendo como protagonista Leite Rio, Curador da 3ª da Exposição Nacional de Artes Plásticas e Saúde Mental.

O debate teve como moderadora Marta Blanquete, Terapeuta Ocupacional Intervenção Precoce como comentadora esteve Antónia Chambel, Dir.Técnica do Centro de Acolhimento/Associação Tégua. Mais tarde no Castelo de Portalegre, teve lugar a Inauguração da 3ª Exposição Nacional de Artes Plásticas e Saúde Mental “No Fio da Navalha” de Luís Leite Rio. Por fim e como complemento a actuação do Grupo Coral dos Sem Abrigo da Casa da Música do Porto “Som da Rua”.

Opinião dos nossos leitores

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.alentejohoje.com reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.alentejohoje.com

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.