MALO
Alentejo Hoje

EDIÇÂO DIÁRIA

Praça do Giraldo foi palco de uma ação de solidariedade

Roupas recolhidas para os refugiados vão para a Croácia e Macedónia

Apoiar os refugiados e conseguir o máximo de roupas quentes e sapatos, visto que vamos para o inverno, foi o objetivo da rede de estudantes Erasmus da Universidade de Évora e por Nour Machlah, estudante sírio da academia. De acordo com o presidente desta associação, Lauro Pinto, a ação de solidariedade correu muito bem, mas ainda está em aberto, podendo quem quiser deixar o seu donativo na sede da Associação Académica da Universida

Maria Antónia Zacarias

14 Outubro 2015 | Fuente: Redação D.S.

A Erasmus Student Network da Universidade de Évora decidiu organizar este evento de apoio aos refugiados, no passado dia 8 de outubro entre as 18h00 e as 19h30m, na Praça do Giraldo. Foram muitas as pessoas, alunos desta instituição de ensino superior, comerciantes e associações da cidade que participaram nesta ação doando roupas para os que mais necessitam.

O presidente da Erasmus Student Network da Universidade de Évora, Lauro Pinto explicou que “perante o flagelo dos refugiados pensámos como poderíamos ajudar e achámos que a recolha de roupa seria muito importante para estas pessoas, sobretudo quando estamos a chegar ao tempo frio e de chuva”.

Durante mais de uma hora e meia foram muitas as pessoas que se associaram, tendo também contribuído com dinheiro para esta causa dos refugiados. O momento alto desta iniciativa foi o acender das velas e vários cartazes com palavras de coragem e apoio. “É importante chamar a atenção para a realidade que é este flagelo”, sustentou Lauro Pinto.

Os participantes fizeram também um minuto de silêncio em memória dos refugiados que morreram no Mediterrâneo a tentar encontrar segurança.

De sublinhar que na Universidade de Évora estão três estudantes sírios, um dos quais trabalha nesta associação. Chama-se Nour Machlah, fugiu da guerra no seu país e que está há um ano em Portugal. Estudava arquitetura na Síria, mas tomou a decisão de sair quando começou a guerra. Os colegas contam que ele começou a procurar como podia completar os estudos noutro país onde houvesse paz e foi quando encontrou uma plataforma global para estudantes sírios, na internet, representada pelo ex-presidente da República, Jorge Sampaio.

Nour Machlah apresentou a sua candidatura que foi aceite e com mais estudantes sírios deixaram para trás o seu país e chegaram a Portugal, em 2014, onde continuam a estudar. No caso particular deste estudante sírio está já no mestrado de Arquitetura na academia alentejana.

Donativos continuam a ser recebidos na sede da AAUE

O presidente da Erasmus Student Network da Universidade de Évora lembrou que esta campanha de solidariedade para com os refugiados não terminou. “Continuamos a receber donativos de roupas na sede da Associação Académica da Universidade de Évora (AAUE), na Rua Diogo Cão nº21”, frisou e acrescentou que as dádivas efetuadas até à passada sexta-feira já forma entregues em Lisboa e “serão enviadas para a Croácia e a Macedónia”.

Opinião dos nossos leitores

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.alentejohoje.com reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.alentejohoje.com

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.