Twitter rectangular
Alentejo Hoje

De Janeiro a Abril deste ano

Estradas de Beja entre as que mais matam no País

Os acidentes rodoviários nas estradas da região já provocaram 20 mortos nos primeiros quatro meses do ano, o que representa mais quatro face a igual período do ano passado e mais um do que em 2013, segundo a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR). As vítimas mortais aumentaram quase 20 por cento entre 1 de Janeiro e 30 de Abril em relação ao mesmo período de 2014, sendo nas estradas do distrito de Beja onde há mais mort

Roberto Dores

08 Maio 2015 | Fuente: Redação D.S.

Segundo as estatísticas da ANSR, que reúne dados da PSP e da GNR, este ano registaram-se 12 mortos nas vias do Baixo Alentejo, o que “empurra” mesmo o distrito de Beja para um dos casos mais problemáticos do país. Há um ano, a região contabilizava quatro mortes nos primeiros quatro meses e três em 2013. Também o número de acidentes aumentou para 602, quando em 2014 era de 592, depois dos 578 de 2013. Já os feridos graves diminuíram de 33 para 28. Tinham sido 15 há dois anos.

Já o distrito de Évora viu a mortalidade rodoviária ser reduzida, significativamente, de dez – entre Janeiro e Abril de 2014 – para três no mesmo período de 2015, quando em 2013 tinha chegado às 11 mortes. Ainda assim, o número de sinistro aumentou este ano para 462, mais quatro do que em 2014, embora também os feridos graves tenham diminuído de 15 para sete. Comparando com 2013, o período de Janeiro a Abril de 2015 exibe ainda menos seis feridos graves, indicam os cadernos estatísticos da ANSR.

Já em relação ao distrito de Portalegre também aumentaram as vítimas mortais, de duas para cinco, vindo a região a igualar os valores de 2013, apesar exibir uma queda acentuada do número de sinistros face a 2014, quando registou 436 acidentes, dos quais resultaram ainda 19 feridos graves. Os 343 acidentes deste ano provocaram 22 feridos com gravidade quando os 302 embates de 2013 se ficaram pelos 11 feridos.

Durante todo o ano de 2014, 43 pessoas perderam a vida em acidentes rodoviários nas estradas dos três distritos alentejanos – os primeiros quatro meses de 2015 já chegam quase a metade desse número - o que representou, ainda assim, um significativo decréscimo de vítimas face às 68 registadas em 2013. Houve ainda uma redução comparativamente com as 48 mortes de 2012. Isto, apesar do número de acidentes ter aumentado ligeiramente, dos 4462 para 4584.

O distrito de Beja surgiria mesmo destacado na página da ANSR por ser aquele que registou a maior descida do número de mortos, passando de 29 em 2013 para um registo de 19 em 2014, quando este ano já soma 12 vítimas.

Despistes, mau estado das vias e condições climatéricas adversas são os três factores que explicam o aumento dos acidentes graves nas estradas da região.

Opinião dos nossos leitores

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.alentejohoje.com reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.alentejohoje.com

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.