O Presidente do Município de Évora, Carlos Pinto de Sá, acompanhado pela Vereadora Sara Dimas Fernandes e pelos arquitetos responsáveis pelo projeto foram conhecer mais de perto os trabalhos de requalificação do Centro de Convívio de S. Miguel de Machede, na tarde de 9 de Dezembro.

Estiveram também presentes nesta visita diversos representantes de instituições locais, nomeadamente o Presidente da Junta de Freguesia, Luís Ramalho, membros da Assembleia de Freguesia, da Casa São José Operário de São Miguel Machede, assim como a Presidente da Direção da Associação Amigos dos Reformados, Pensionistas e Idosos de S. Miguel de Machede (AARPI/SMM), Maria José Rosado, entre outros membros da sua Direção.

Recorde-se que em 1981, a Câmara Municipal de Évora (CME) adquiriu por escritura pública o direito de propriedade de terreno sito no Largo Manuel José Nico, n.o 10, São Miguel de Machede. Em 2000 iniciou-se a construção da sede social da AARPI/SMM que, contudo, não foi possível terminar, ficando a obra pela estrutura, cobertura e toscos das paredes exteriores e interiores.

Desde então, terminar esta obra é uma aspiração de toda a população de São Miguel de Machede, que chegou mesmo a opor-se a propostas para a sua demolição. Não dispondo de meios financeiros para a conclusão da obra, a AARPI/SMM deliberou, em assembleia geral de 2 de Junho de 2018, a reversão do direito de propriedade para a CME, tendo essa reversão sido aceite no dia 20 do mesmo mês.

A Câmara de Évora submeteu uma candidatura (ALT20-06-4842-FEDER-000176) para a construção do novo Centro de Convívio de S. Miguel de Machede, tendo sido notificada pela Comissão Diretiva do Programa Operacional Regional do Alentejo (ALENTEJO 2020), em Agosto de 2019, da decisão da sua aprovação. A sessão de assinatura do contrato de empreitada, que conduzirá à conclusão da obra, teve lugar em Setembro de 2020 e permitirá dar uma solução à “ruína” existente e dotar a freguesia de um equipamento moderno e útil.

O Projeto de Requalificação do Centro de Convívio de São Miguel de Machede tem como propósitos: compatibilizar os elementos já edificados com as normas e recomendações atualmente em vigor; aproveitar, tanto quanto possível, a construção existente (rentabilizando o investimento efetuado, evitando o desperdício); e abranger um maior leque de utilizadores. Esta obra, cujo custo está avaliado em 422.780,23 euros (+ IVA), prevê ainda a construção de uma sala de convívio (pensada para servir vários grupos etários), com bar e apoio de cozinha, de espaço de cabeleireiro/barbearia, instalações sanitárias, salas de apoio, gabinete de enfermagem e lavandaria. Prevê-se igualmente o tratamento da área exterior.

Fonte: Câmara Municipal de Évora / Nota de Imprensa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, introduza o seu comentário!
Please enter your name here