O Manicómio, uma exposição de arte bruta, da autoria de Anabela Soares, está patente ao público no Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo, uma mostra promovida pela Câmara Municipal de Évora e integrada nas comemorações do Dia Mundial da Saúde Mental.

O Manicómio é o primeiro espaço de criação de Arte Bruta em Portugal, onde conjuga a criação e a aproximação dos artistas residentes que experienciaram ou experienciam doença mental ao público, num único espaço de inovação e criatividade, no Beato em Lisboa.

“Nunca percebi o certo e o errado, nem sei quantificar caminhos. Anabela é um certo-errado, um caminho. O dia em que perdi o pé é o dia em que Anabela encontrou o seu pé. As suas esculturas, de um imaginário não imaginativo, são o espelho de uma passagem passiva-agressiva, relações, encontros, inseguranças e medos”, revela a autora.

No dia 15 de outubro, a vice-presidente da Câmara Municipal de Évora, Sara Dimas Fernandes, responsável pelo pelouro da Educação e Intervenção Social, acompanhada pelo diretor do Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo, António Manuel Alegria, e de representantes de instituições de apoio a cidadão com deficiência, visitou a mostra, patente ao público até ao dia 20 de dezembro.

A autora, natural de Anadia, começou a trabalhar no atelier do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa em 2013. Desde então as suas obras têm estado em diversas coleções particulares. Em Janeiro de 2019 expôs na Chiado8 para “Insubordinar”. Fez parte da representação de artistas portugueses na “Outsider Art Fair 2020” em Nova Iorque. Integra O Manicómio desde 2018.

Fonte: Município de Évora / Nota de imprensa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, introduza o seu comentário!
Please enter your name here